A primeira instituição financeira cooperativa do Brasil

Sicredi
29 / 05 / 2020

Saiba como identificar golpes e ficar mais seguro em relação às finanças na era digital

Por Sicredi

Se você já teve receio de fazer compras pela internet alguma vez na vida, não se sinta um estranho – e nem sozinho – na nova era digital. Ainda que as instituições e órgãos reguladores se esforcem para evitá-las, as fraudes não deixam de existir, infelizmente. E enquanto o isolamento social para combater o novo coronavírus leva as pessoas a ficarem em casa e a usarem mais os canais digitais, golpistas buscam formas de ter acesso a dados e informações confidenciais para aplicar suas fraudes.

Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o mercado viu a quantidade de ataques de hackers a transações financeiras crescer 45% durante a quarentena, em comparação com o período imediatamente anterior. Neste momento, é necessário redobrar a atenção e ficar atento às abordagens falsas, que embora tenham diversas formas, sempre buscam capturar informações pessoais, como senhas e demais dados bancários. Veja a seguir algumas dicas para se prevenir dos golpes, entendendo como eles podem ocorrer:

 

  • Nunca forneça senhas, tokens, código de ativação dos dispositivos de segurança por telefone, WhatsApp, SMS ou e-mail. Desconfie se receber mensagens da instituição financeira da qual é cliente com pedidos como este, pois elas normalmente não o fazem.
  • Um tipo de abordagem falsa que tem ocorrido é a de quando golpistas se passam por funcionários de instituições financeiras informando clientes sobre transações suspeitas realizadas com seus cartões. Assim, transferem o telefonema para uma falsa central de atendimento onde são solicitados dados da conta corrente, do cartão e senhas. Se receber esse tipo de contato desligue, não passe nenhuma informação.
  • Alguns e-mails estão sendo enviados solicitando recadastramento e atualização cadastral. Essas mensagens contêm links falsos que coletam dados bancários e senhas. Lembre-se, instituições financeiras nunca pedem as suas senhas, elas devem ser utilizadas apenas em suas transações financeiras.
  • Os golpistas que se passam por funcionários de bancos também têm oferecido falsos empréstimos. Eles solicitam depósitos de valores antecipados para liberação do recurso, alegando necessidade de quitação de taxas ou pendências cadastrais, assim como cópia de documentos pessoais (identidade e CPF). Nunca forneça nenhuma informação e bloqueie o número.
  • Se receber uma ligação dizendo que há transações suspeitas em seu cartão, e que será enviado um motoboy para coletá-lo, não passe informações e desligue na hora. Nenhuma instituição financeira tem essa prática.
  • Pessoas mal-intencionadas também estão enviando links e pedindo dados de cartão para um teste online do novo coronavírus. Não existe possibilidade de testes da doença dessa forma e, caso falem com você, não compartilhe informações.
  • Devido à necessidade de isolamento social e cuidados maiores com a higiene, algumas pessoas estão oferecendo o serviço de filmes e séries online, bem como álcool em gel e até máscaras de proteção em troca dos seus dados bancários. Essa é uma tentativa de golpe, por isso, não forneça nenhuma informação.

Todos esses cuidados são tão essenciais quanto a escolha da instituição financeira a qual você irá confiar sua vida financeira. É importante que ela invista em tecnologias e equipes capazes de garantir sua segurança, como faz o Sicredi. Saiba mais sobre nossas medidas de prevenção a fraudes e segurança dos nossos associados no site.
  

comments powered by Disqus