Sua vida já é cooperativa. Só falta sua vida financeira.

Sicredi
23 / 06 / 2017

Menino aprende língua de sinais para se comunicar com colega surdo

O garoto australiano de 11 anos percebeu que o colega tinha dificuldade de fazer amigos.

Uma iniciativa de um menino de 11 anos se tornou referência de empatia e generosidade para crianças e adultos. O australiano Rossi Kelly percebeu que Isam Gurumg, seu colega de classe, tinha muita dificuldade para fazer amizades com os companheiros de escola. Isam é surdo e até o ano anterior havia estudando apenas em escolas voltadas à sua deficiência.

Disposto a se comunicar com o colega, Rossi começou a enviar bilhetes escritos, mas logo percebeu que essa forma era eficiente apenas quando o diálogo não era urgente. Para mostrar alguma coisa instantânea, como um pássaro pousando, o recado no papel seria devagar demais.
Com a ajuda de um intérprete da escola e do próprio Isam, Rossi passou a estudar auslan, a língua de sinais australiana. Em poucos meses, já tinha aprendido o suficiente para conversar com o colega e agrega-lo à turma.

A iniciativa de Rossi rendeu até um prêmio de humanidade da Fred Hollows Foundation, cuja indicação partiu de Sarah Middleton, uma professora da escola. Segundo ela, “as crianças ganham prêmios para o esporte e seu material acadêmico, mas elas não recebem prêmios por ser um garoto ou garota realmente legal. Nós estávamos realmente tentando incentivar crianças e jovens a pensar nos outros”.

O espírito coletivo e a sensibilidade de Rossi são mesmo encantadores, né?
 

Tags:
ATOS DE GENTILEZA
SOLIDARIEDADE E COLABORAÇÃO
INSPIRAÇÃO
CIDADANIA
comments powered by Disqus

Leia também