A primeira instituição financeira cooperativa do Brasil

Sicredi
23 / 08 / 2012

Identificando epidemias a partir de posts nas redes sociais

Seus amigos gostam de postar detalhes sobre a gripe que pegaram? Pode parecer chato, mas esse tipo de informação colabora com diversas ferramentas que varrem a web, ajudando cientistas a prever epidemias.

“Minha filha está com febre”. “Acordei com dores no corpo”. “Não poderei ir porque estou com dor de garganta”. Sabia que quando você publica nas redes sociais mensagens que indicam sintomas de doenças, pode estar ajudando cientistas a detectar possíveis epidemias?

Existem diversas ferramentas que analisam o conjunto de dados postados na web para auxiliar epidemiologistas a identificar um surto infeccioso. O resultado são mapas interativos e gráficos que, combinados com os métodos tradicionais de vigilância, agilizam a definição de estado de alerta dos serviços de saúde além de facilitarem a compreensão de como se comportam e evoluem as doenças. É a ciência e tecnologia se voltando ao crowdsourcing para salvar vidas. Conheça algumas ferramentas bem interessantes:

Sick Weather

Toda vez que você não estiver legal, pode entrar no Sick Weather e responder a pergunta “Como você está se sentindo hoje?”. A ferramenta combina as respostas deixadas pelos internautas com o rastreamento do Twitter e Facebook em busca de 24 diferentes sintomas. O conjunto dessas informações é aplicado em um mapa interativo que indica os locais, no mundo todo, onde as manifestações estão ocorrendo. 

The Flu Survey

Lançada por pesquisadores ingleses, The Flu Survey recruta voluntários de 10 países europeus para contribuir semanalmente com informações sobre seu estado de saúde. Ao coletar dados diretamente com a população, a plataforma agiliza o monitoramento de epidemias de gripe, uma vez que nem todos os afetados procuram um hospital para que, a partir de então, os casos sejam reportados oficialmente.

Google Trends: Gripe e Dengue

O Google descobriu que as palavras que as pessoas buscam na web podem indicar epidemias de gripe e comprovou isso em um estudo científico publicado na Revista Nature. Desde então, monitora termos buscados, compilando-os em mapas que mostram o nível de ocorrências da doença no mundo. O resultado foi tão positivo que o gigante de buscas lançou também um mapa com tendências de dengue, exibindo o histórico de atividade dos países mais assolados pelo vírus: Brasil, Índia e Indonésia.  

Health Map

Um time de pesquisadores, epidemiologistas e programadores de Boston desenvolveu o Health Map, software que analisa agregadores e agências de notícias do mundo todo, além e boletins de organizações especializadas em saúde. Em 2010, recebeu um prêmio de Melhor Ferramenta Colaborativa do The Tech Museum, do Vale do Silício.

Tags:
MOBILIZAÇÃO PELAS REDES SOCIAIS
CROWDSOURCING
comments powered by Disqus