Sua vida já é cooperativa. Só falta sua vida financeira.

Sicredi
30 / 08 / 2012

Como a bicicleta pode mudar nossas cidades?

Eu Vou de Bike é uma plataforma que promove a cooperação entre ciclistas, incentivando o uso da bicicleta como meio de transporte nos grandes centros urbanos.

Quanto tempo você gasta no ônibus ou no carro para ir até o trabalho? Já tentou fazer o mesmo trajeto de bicicleta?

Eu Vou de Bike é um portal colaborativo para promover o uso da bicicleta como meio de transporte nos grandes centros urbanos. Além de incentivar um dia a dia mais saudável e econômico, oferece espaço para construção de ideias sobre como podemos tornar nossas cidades mais sustentáveis e os trajetos que fazemos mais agradáveis.

Na Calculadora é possível entender a diferença que um trajeto de bike pode fazer em nossas vidas. Por exemplo, se eu passar a percorrer os três quilômetros de distância entre minha casa e o trabalho todo o dia de bicicleta (ao invés de ir de carro), por semana estarei queimando 881 calorias, deixando de emitir 4,12 quilos de poluentes na atmosfera, além de economizar um dinheirinho (R$4,87) no combustível (sem falar no estacionamento!). O interessante desta calculadora é que todos podem adicionar seu percurso de bicicleta ao grande contador, que fica no topo do site. Ele mostra na ponta da caneta quanto as cidades ganham quando os cidadãos adotam o meio alternativo de transporte.



Outra ferramenta bastante interessante do Eu Vou de Bike são os Mapas e Rotas. Um espaço onde os usuários deixam dicas de trajetos de bicicleta, mostrando quais trechos são perigosos e quais são fáceis de andar. Isso auxilia quem está começando a se aventurar pela cidade e ainda não descobriu os melhores caminhos. São mais de 600 rotas em diversas cidades do país compartilhadas por voluntários.

Eu Vou de Bike é uma inciativa da marca Houston que se compromete com o bem comum, mantendo uma plataforma colaborativa de discussão e aprendizado para transformar nosso dia a dia e os lugares onde vivemos.

Imagem de ilustração do post (fonte).
 

Tags:
SUSTENTABILIDADE
MOBILIDADE URBANA
comments powered by Disqus