A primeira instituição financeira cooperativa do Brasil

Sicredi
25 / 06 / 2012

Chave para a cura da AIDS foi descoberta em jogo colaborativo

Em apenas 10 dias, os voluntários do game Foldit resolveram um quebra-cabeça que cientistas tentavam solucionar há mais de uma década.

A população mundial gasta três bilhões de horas por semana em games online. E se esse tempo fosse empregado em jogos que contribuíssem com o avanço da ciência?

Cooperação e inteligência levaram os jogadores do videogame Foldit a uma grande descoberta que impressionou a comunidade científica. Em setembro de 2011, os gamers desvendaram a estrutura de uma proteína que está diretamente relacionada ao vírus HIV. Em apenas 10 dias, os voluntários resolveram o quebra-cabeça que cientistas tentavam solucionar há mais de uma década. O achado pode ser a chave para desenvolver um medicamento de combate à AIDS.

Valorizando o grande potencial de resolução de problemas dos gamers, cientistas lançaram o Foldit em 2008. Eles contam com o raciocínio e intuição de pessoas comuns para identificar a formação de proteínas que nem mesmo os mais avançados computadores foram capazes de solucionar. Com poucos cliques, os jogadores criam protótipos 3D, uma espécie de quebra-cabeças molecular no qual milhões de combinações são possíveis.



Para jogar, não é preciso ter conhecimento de química ou biologia, basta ter um computador conectado à internet. Após 20 minutos de treinamento, qualquer um pode começar a combinar aminoácidos, cooperando com a ciência para a solução de importantes enigmas, como AIDS, Alzheimer e câncer.

A participação é solidária e não existe prêmio para o jogador ou equipe que desvendar os puzzles propostos pelo jogo. Mesmo assim, há mais de 400 mil usuários inscritos na plataforma colaborativa. Considerado um divertido teste de lógica, Foldit é a prova de que a colaboração pode mover montanhas, ou melhor, mover partículas microscópicas em busca da cura de doenças que assustam a humanidade.  
 

Tags:
CROWDSOURCING
SOLIDARIEDADE E COLABORAÇÃO